Páginas

Menu

09 outubro 2017

É fácil conseguir um visto ou uma autorização para entrar no Canadá?

Eu vou ser direta agora no início e se você se interessar pela história completa, pode continuar lendo esse post! Mas já adianto. Conseguir uma autorização para entrar no Canadá ou um visto de turista mesmo já tendo o visto americano válido, pode não ser tão fácil quanto muita gente por aí diz ser.

Digo isso por mim! J-A-M-A-I-S acreditei que teria um visto canadense negado. Mas tive! rs

Mas vamos a história? rsrs

Para entrarmos no Canadá legalmente e como turista, nós Brasileiros temos basicamente 3 opções:

- A 1ª, mais barata e aparentemente mais fácil:

Solicitar uma autorização eletrônica, conhecida como eTA, que é a sigla para "Eletronic Travel Authorization" ou em português "Autorização de Viagem Eletrônica.

- A 2ª, menos barata e aparentemente menos fácil:

Fazer uma solicitação on-line de visto de visitante sem necessidade de entrevistas e papeladas impressas como no visto americano.  Nessa opção é tudo digital.

E

- A 3ª e mais complicada e burocrática e cara:

Reunir a sua vida em papéis e levar lá no Centro de Solicitação de Visto Canadense que fica no WTC aqui em SP. No mesmo complexo do Sheraton Hotel, Shopping D&D, etc...

Acredite, estou escrevendo esse post, enquanto aguardo ansiosamente o resultado de 2 destes processos. O primeiro e o terceiro.

Mas porque eu decidi escrever isso aqui?
A idéia do post não é ensinar como tirar o visto e o passo a passo porque isso você encontra "a rodo" fazendo uma busca no google. Tá cheio de blog que fez post com essas instruções. A ideia desse post é passar a minha SAGA para conseguir ou não o visto. Afinal, estou com passagem comprada e talvez não consiga entrar no Canadá e sim isso pode acontecer com mais gente!
Então porque não compartilhar isso né? Esse o post talvez possa ser um alerta, ou um consolo ou até um "FERRÔ"! Dura realidade! rsrsrs

Eu, tenho o visto americano e já fui para os Estados Unidos 3 vezes.
Não moro ilegalmente lá e nunca desejei morar ilegalmente em lugar nenhum. Nesse caso pensei: vou conseguir o visto Canadense facinho e rapidinho! Nem me preocupei!

Aí um belo dia, faltando uns 31 dias para a minha viagem resolvi acessar o site e fazer todo o processo on-line. Eu fiz todo o processo de solicitação do visto americano sozinha então pensei: se euzinha aqui consegui o visto que dizem ser o mais temido e difícil que é o americano, o visto Canadense vai ser tranquilo! Dêxa cumigu! rsrs mi achandu! rsrs

Sentei minha bunda na cadeira por volta das 15hs e comecei a fazer todo o processo de solicitação on-line meu e do meu marido. Fiquei até as 21hs fazendo tudo bem rigorosamente e atenciosamente pra não errar nada e tudo dar certo! Por volta das 21:30hs (sim 6hs pra fazer tudo porque é chatinho e demoradinho mesmo) já havia enviado tudo o que é solicitado on-line que são basicamente os seguintes documentos:
- Cópia digital do passaporte com histórico de viagens
- Fotos
- Formulários digitais preenchidos on-line e validados (uns 4 para o meu caso e aqui vale lembrar que essa é a pior parte e eu recomendo que você faça pacientemente em um Windows)
- Certidão de Casamento

E só! Que eu me lembre são apenas esses os documentos obrigatórios solicitados na aplicação on-line de visto de visitante!
Lembre-se disso, OBRIGATÓRIOS!

Depois que acabei, cansada claro! Fiquei "felizona" e ansiosa esperando eles me responderem com a sonhada aprovação e solicitando meus passaportes pra colar o visto!
Quando, 2 dias úteis depois... recebo uma resposta final..... RECUSADO!
Hã? Como assim? Porque?
No PDF que eles enviam com a resposta final estava escrito que havia sido negado por questões financeiras. Aí me veio a mente...Mas como eles dizem que é por questões financeira se não foi solicitado nenhum documento sobre isso? Como eles sabem se eu tenho ou não condições?
Aí me lembrei que na solicitação on-line tem os documentos que são obrigatórios e os não obrigatórios!
Aí a que conclusão eu chego e gostaria que você guardasse isso pra você!!!
Os não obrigatórios, nesse caso, são obrigatórios!!!
Fato é que quando eu estava solicitando o visto eu, inocente e confiante pensei: se eu tenho um visto americano e provo que já estive nos Estados Unidos não preciso provar mais nada certo? ERRADO!

Se você vai solicitar on-line envie TUDO!!! O que é, e o que não é obrigatório!
Isso inclui extratos bancários dos últimos 3 meses, holerites dos últimos 3 meses, comprovante do Imposto de Renda, cópia do seu visto americano, carta de explicação e o diabo a 4!
Envie! Porque né? Nesse caso, é melhor sobrar do que faltar! Mas eu.... acreditei que o não obrigatório não era obrigatório! rsrs que inocente! rsrs

Enfim. Fiquei CHATEADA com o Canadá!
Eu que uma semana antes estava encantada pra ir conhecer as montanhas e tal, a essa altura já tava na pegada da inimizade e da raiva depois da recusa do visto! Não gostei! Fiquei chateada MESMO! Mas eu não poderia desistir! Afinal, ainda tinham mais 2 opções! A primeira e a terceira! E a nossa viagem, está comprada! rsrs

Contei pro meu marido e ele também ficou sem acreditar!
Ai ele já falou: quanto tempo precisamos pra fazer a aplicação em papel?
Resposta: mais ou menos uns 20 dias úteis com chance de mais, com chance de menos.
Contamos no calendário....Se fizéssemos a aplicação no papel ainda na mesma semana teríamos a resposta na semana da nossa viagem! Arriscado não? Sim, mas decidimos arriscar!
No dia seguinte (quinta-feira) faltando 27 dias pra nossa viagem, ligamos umas 10hs na VFs Global e perguntamos o prazo tal.... E falaram assim: se você trouxer tudo hoje a gente envia sua solicitação amanhã sexta-feira! Se você trouxer tudo na sexta a gente envia na segunda e querendo ou não é melhor trazer hoje! Funcionamos até as 17hs! Vocês trazem e a gente refaz a aplicação. Lembrando que refazer a aplicação significa pagar novamente a taxa!

😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳😳

Simplesmente corri como uma louca! rsrs Fui fazer a carta de explicação (redigir e imprimir o que no final deu 4 páginas), fui atras de extratos dos 3 últimos meses, documentos de toda a vida!
A ideia era chegar lá no escritório com os papéis no máximo 16hs. Levando em consideração que moro em SP eu deveria sair de casa no máximo as 15hs (e olha que nem moro longe de lá) isso significava que eu tinha 4 horas pra fazer tudo! Inclusive me arrumar e comer! No caso a parte de comer não rolou! rsrs
Cheguei lá 16:20hs! Aplicação feita, facada dada! Afinal, eles cobraram tipo uns R$250 por pessoa pra realizar o serviço! Achei absurdo porque levei tudo pronto! Mas ou é isso ou é passagem perdida! OK! Mais uma tentativa finalizada com sucesso agora é só esperar a resposta!
O resultado ainda não saiu claro, isso foi há 4 dias atrás e parece que já faz 1 ano que fui lá levar essa documentação.
Tentei acessar o site da VFs Global pra ver o andamento do processo e não consegui. Então to aqui contando os segundos!

Nesse ano de espera (exagerada eu né rs?) Já fui para a minha última tacada! A solicitação da Autorização Eletrônica (a primeira que listei aqui acima e a mais barata e fácil)!!!! Afinal, a passagem está comprada e não iria fazer reservas de hotéis sem sequer saber se vou poder entrar no Canadá!!
Quando acessei o site pra aplicar, eu era aquela que eu tinha 99,999999% de certeza que daria certo!
Porque eu deixei essa opção por último? Porque eu gostaria de cruzar a fronteira dos EUA com o Canadá de carro pra conhecer umas cidadezinhas americanas perto do Canadá já que eu estarei tão perto! E essa autorização não permite isso! Apenas o visto mesmo!
Mas se não der, não deu né? Agora, o mais importante é entrar lá!
De qualquer forma, ontem, fui eu toda pomposa e confiante pra página de solicitação de autorização.
Li que a resposta sai em poucos minutos então a hora era aquela! Se eu conseguisse a Autorização e o visto eu não poderia querer mais nada! rsrs
Fiz tudo bonitinho! Passada 1 hora depois do pedido feito recebi a resposta da "Autorização de Viagem Eletrônica"! RECUSADA! Hã? Como assim? Não podem me negar é uma AUTORIZAÇÃO! Pois é mas não autorizaram!

Inconformada!!!! Meu marido insistiu que eu preenchi errado!
Aí lá foi ele todo pomposo aplicar mais uma vez pra mim! No mesmo dia! Um domingo!

1 hora depois do pedido..... A resposta......RECUSADO!!!!

Gente, to achando que o negócio é pessoal! Eu não quero morar ilegalmente no Canadá!!!
Posso falar com a pessoa que tá negando e dizer que só quero conhecer mesmo?
Me passa o whatsapp dela por favor?

Ok.... Ainda inconformada.... Hoje (09.10.17), euzinha aqui fiz uma nova solicitação.
Enviei o pedido as 13:20hs de uma segunda feira e após 9 horas de espera... A resposta! PEDIDO RECUSADO novamente.

Porém, tarde da noite fazendo umas leituras na internet, achei um post que especulava a recusa dessa autorização com o nome da pessoa. No exemplo utilizado a pessoa tem 2 nomes e 2 sobrenomes que coincidentemente é o meu caso. Aí pensei...puts, será que é isso? Fui lá pegar meu passaporte vencido que está com o visto americano... Quando abro na página do visto, descubro que meu visto americano está com meu nome de SOLTEIRAAAAAA!!! É óbvio que negaram! A pessoa que tá solicitando tem um nome e a que tem visto é outra!
Pois bem, hoje vou fazer uma nova solicitação, colocando no campo da observação que o nome no visto é um e no passaporte é outro por motivos de casamento bla bla bla!

------ Vou abrir um assunto pararelo aqui, rsrs.... Coleguis, vai casar? Não muda de nome não! Sua vida não vai ser melhor por causa disso a menos que o sobrenome seja KARDASHIAN!
Caso contrário fique com seu nominho mesmo e evite grandes problemas na sua vida!!
Eu por exemplo, por ter mudado de nome, quase não consegui embarcar pra minha lua de mel, quase não consegui sacar meu FGTS e agora to quase não conseguindo entrar no Canadá. A parte burocrática é chata "bagarai"! Assunto paralelo encerrado! rsrs ---------

Bom, o importante no final de tudo é que você que está aí pensando em fazer por conta própria a solicitação do seu visto, ou achando que é facinho facinho...Use essa minha experiência aqui relatada pra tentar não ter um visto ou uma autorização negada!

ENVIE TODOS OS DOCUMENTOS SEMPRE! Mesmo os não obrigatórios! E revise seu nome nos documentos, parece ridículo mas é uma possibilidade!

ENFIM, no dia 10/10/2017 tive a Autorização de Viagem Eletrônica APROVADAAAAA!!!! Sen-ôr que "sofrência" foi conseguir isso!!! rsrs Mas deu certo! No final, o problema era o meu nome mesmo de solteira no visto americano x casada no passaporte atual!
Fica a dica e evite transtornos observando isso!

Obrigada ao Blog Viajoteca que me deu a luz com esse post! Sem ter lido ele, jamais iria imaginar a solução.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: Vistos de visitantes concedidos em 18/10/2017!! Uhulll
Tempo de solicitação e entrega do visto: 13 dias! Achei o prazo bom!
Em 13 dias corridos eu levei toda a minha documentação na VFs Global e peguei meu passaporte já com o visto!
Lição aprendida: Não desista! rsrsrs

Boa sorte pra você que vai fazer sua solicitação. Depois me conta aqui se deu certo ou não!

Beijos e até o próximo post!

POST ATUALIZADO em 10/10/2017 e 24/10/2017


21 maio 2017

Dicas - Comer em SP - Burger Joint e Carlo's Bakery

O post de hoje é fresquinho fresquinho!
Acabei de chegar do jantar de hoje (20.05.17) e já sentei aqui no escritório pra escrever! Acho sempre válido compartilhar dicas de tudo e enquanto estava comendo só pensava: "quero compartilhar isso com mais gente", então só lembrei do meu blog que andou "abandonadinho" antes desse mês.

O que vou escrever aqui pode não servir muito para moradores de SP mas acho que pode servir bem pra quem tá se planejando vir para São Paulo e procurando dicas de onde comer ou se é bom ou não aquele lugar que você tá incluindo na sua lista de "onde comer".

LUGARES VISITADOS, NOTA e MINHA OPINIÃO

BURGER JOINT - Antes de visitar esse lugar você tem que saber e entender a proposta. Ela é filial de uma hamburgueria nova-iorquina e a proposta é diferente daquele padrão que você tá acostumado a ver por aí. Aqui não tem hostess pra te acompanhar até a mesa que você vai ocupar, qui não há garçons servindo nem fazendo pedidos, aqui não tem pratos nem copos de vidro, aqui você tem que levar sua bandeja na lixeira (como nos shoppings em SP), aqui você entra numa fila pra fazer seu pedido num balcão e espera alguém gritar seu nome pra poder buscar e voltar pra sua mesa, aqui você pode riscar mesas e cadeiras e paredes com sua caneta. Essas são as características diferentonas dessa hamburgueria que me surpreendeu porque quando entrei nela não sabia que funcionava dessa forma. Até aí eu já tava mega afiada pra vir aqui "meter o pau" kkkk principalmente quando tive que sentar num lugar que tava cheio de sujeira da pessoa que tava sentada antes de nós a mesa. Por isso (apesar de ser estranho) é interessante que você leve seu lixo pra lixeira pra não deixar a mesa com lixo seu pra quem vai chegar depois.
Bom, mas agora focando no mais importante? SABOR!!!
Como eu disse, tava afiada pra criticar o lugar né? kkkk mas o sabor me ganhou e calou minha boquita! Adorei a maionese (R$5) e o hamburguer! Eu pedi o "The Works" que custa R$22 e também uma porção de batata que é beeem parecida (eu achei) com aquela fininha e sequinha do Mc Donalds. O sal, na minha opinião estava perfeito em todos os itens mas eu gosto de sal no limite do limite então se você curte algo com menos sal talvez ache salgado. Por fim, MEGA recomendo!
NOTA: 9 (perdeu 1 ponto pela limpeza das mesas que deixou a desejar no tempo de entrega do pedido).

O hamburguer já tava em processo de digestão quando fiz esse click! rsrs
Na próxima tento fotografar primeiro. rs
(foto com celular)


CARLO'S BAKERY - Eu não tinha plano nenhum de conhecer esse lugar mas fica tããão pertinho da hamburgueria que eu tava (avaliada acima) que acabei dando uma passada pra conhecer e provar os doces famosos da loja do Buddy/Cake Boss.
Sim, eu já assisti várias vezes o programa dele mas uma coisa é fato, eu NUNCA senti água na boca vendo esse programa! rs Mas a loja dele é sempre tão movimentada que eu pensei: poxa deve ser bom pra caramba! Tenho que provar alguma coisa desse lugar! Foi basicamente por isso TAMBÉM que decidi dar essa passadinha na Carlo's Bakery.
Primeiro você fica meio sem saber o que pedir com tanto doce que tem naquela vitrine rs mas eu queria bastante provar o Canoli tradicional (R$14) e ele já estava na minha lista de pedido. Até que vi uma espécie de croissant de nutella (Lobster Tail-R$14) e não resisti e pedi também. Pra finalizar as escolhas, meu marido pediu um Mousse de chocolate (R$18), pagamos e sentamos do lado de fora da loja. Pelo jeito a ideia do local é fazer o cliente pedir pra viagem mesmo. Só tem umas mesinhas de apoio no pequeno salão e uns bancos do lado de fora da loja.
Primeiro comi o Canoli.... hm, meio sem graça mas ok não é bom mas não chega a ser ruim mas se for pelo custo-benefício é péssimo.
Depois comi o Lobster Tail de Nutella... mordi uma, duas vezes e nada de recheio, meu marido deu uma mega mordida daquelas que mal sobra um pedaço pra quem ofereceu kkkkk e apareceu um recheio beem diferente do "de nutella" que eu imaginei que teria quando comprei. O recheio é uma espécie de chantilly de chocolate. É um creme leve e não tem nada de errado no creme em si mas PORQUE vender como sendo "de nutella"? Sério! A nutella só tá respingada numa linha que tem em cima da massa! Achei muita enganação! Fiquei C-H-A-T-E-A-D-A! Não é de Nutella o negócio!
Só experimentei o Mousse de chocolate (R$18) que meu marido pediu e achei bom. Foi o melhor dos 3 pedidos.
Aí você me pergunta... Mas e você indica o lugar? Minha resposta é não! rsrs não gaste seu din nesse lugar não que tem lugar MUITO MELHOR pra se comer uma sobremesa em São Paulo!
NOTA: 5 (ainda acho que tô sendo generosa com essa nota).

Todos os pedidos são entregues nessa embalagem pra viagem.
(foto com celular)


O recheio de creme de chocolate de um produto que é vendido como sendo de Nutella! 😒😓
A nutella é só esse fiozinho quem vem em cima
(foto com celular)


Espero que minha avaliação seja útil na decisão de ir ou não a esses lugares.

Se for, compartilha aqui sua opinião.

Beijosss e até o próximo post!

09 maio 2017

25 dias viajando pela América do Sul, de mochila


Este é o primeiro post de uma série que começa hoje. Dependendo do fluxo de cliques aqui no blog eu penso se faço todos os posts bem bonitinhos até o final falando bem detalhadamente sobre como foi a nossa viagem, com um post para cada dia da viagem. Sim, estou colocando essa condição pra fazer todos os posts aqui porque dá muito trabalho fazer, e se só 6 pessoas lerem não compensa o trabalho que dá. 😞  Não a toa, isso virou profissão. rsrs Então se você está aqui lendo isso e se interessou pelo roteiro, compartilha com seus amigos, familiares e colegas pra ajudar na motivação da pessoa aqui! Fechado?  
O objetivo desses posts não é só dizer como foi a viagem, pelo contrário, se fosse só pra contar por contar eu nem começaria a escrever. Rs 
A ideia aqui é ajudar as pessoas que estão planejando ir a alguns desses lugares que visitei e compartilhar o que passei, o que visitei, os custos, etc. Antes de embarcar nessa viagem passei noites e noites lendo e estudando sobre os lugares, tours, agências, hotéis… então sei bem o quanto é válido ler as experiências de quem já realizou a mesma viagem antes da nossa. 
Particularmente acho que uma viagem faz muito mais sentido quando você estuda sobre o lugar que vai e planeja seu roteiro. Mas isso é de gosto, e eu sou das que gosta, vê sentido e dá verdadeiro valor nesse estudo e planejamento pré viagem. Prazer, uma virginiana vos escreve. Rs
Mas vamos começar a falar do que importa mesmo!!?

Nessa viagem, visitamos (eu e o maridón) os seguintes países e cidades,  seguindo essa ordem:
1. Bolívia - Santa Cruz de La Sierra / La Paz / Copacabana
2. Peru - Cusco / Aguas Calientes / Nasca / Ica / Arequipa / Puno
3. Bolívia - La Paz / Uyuni
4. Chile - San Pedro de Atacama / Santiago
5. Argentina - Mendoza / Buenos Aires

Sim, nós saímos e voltamos pra Bolívia uma vez por conta do roteiro que planejei e recomendo esse trajeto acima caso você esteja pensando em visitar essas mesmas cidades. 
Antes de tudo, acho válido dizer que essa viagem pode ser feita por QUALQUER pessoa. Eu achava que nunca faria essa viagem mas fiz, amei e recomendo. Ela pode ser muito melhor (ou pior nunca se sabe rs) do que você imagina. Você não precisa ser mochileiro raiz, não precisa ser fluente em espanhol, não precisa ser corajoso, não precisa ser super jovem e muito menos rico. É sim possível qualquer pessoa fazer essa viagem. 
Vou dar uma introdução básica aqui sobre, quando fomos, o que basicamente levamos, o que compramos e espero ajudar você a se planejar melhor pra fazer uma viagem tão incrível quanto foi a nossa. 

QUANDO FOMOS
Em março de 2017

O QUE COMPRAMOS    
  - Antes da viagem -
  • Passagem de ida (sem volta), de avião, de SP (GRU) a Santa Cruz de La Sierra 
  • Passagem de ida (sem volta), de Santa Cruz de La Sierra para La Paz pela BOA
  • Hospedagens em hotéis e hostels para todos os destinos até Puno (o resto fechamos durante a viagem) 
  • Seguro viagem (não utilizado graças a Deus né?)
  • Entradas para Machu Picchu com WaynaPicchu 
  • Passagens de trem de Ollantaytambo para Aguas Calientes pela Inca Rail• 
  • 1 mochila (a de 51lts) + a "bolsa de ataque" na Decathlon

  - Durante a Viagem -
• Souvenirs
• Produtos de higiene pessoal conforme fossem acabando

O QUE LEVAMOS
• 2 mochilas. Sendo uma de 51 litros, a minha, nas costas do marido e outra de 45 litros, a dele, nas minhas costas. A mochila maior pesava mais ou menos 12kg e a menor uns 8kg, quando saímos do Brasil.
  • 1 "bolsa de ataque" transversal de 15 litros no meu ombro. 
  • Dinheiro!! Dólares e Reais em espécie (trocados em casas de câmbio durante a viagem conforme necessário).

O QUE EU LEVEI NA MINHA MOCHILA
  - Precisei enviar roupas pra lavanderia durante a viagem por 3 vezes -
• 6 camisetinhas de calor de várias cores
• 6 blusas de manga longa, sendo 2 pra segunda pele
• 4 calças (1 legging, 2 jeans, 1 de suede)
• 2 shorts
• 2 casacos de frio impermeáveis
• 1 moleton
• 1 jaqueta
• 1 tênis
• 1 bota com solado grosso (não era impermeável)
• 1 havaianas
• 1 toalha de viagem da decathlon
• 1 biquini
• Peças íntimas (calcinhas e sutiãs)
• Touca de lã para frio, meias, luva de frio, óculos escuros, lenços, boné, cachecol
• Necessaire transparente com produtos de higiene pessoal pequenos (shampoo, condicionador, protetor solar, hidratante, etc) de no máximo 50ml cada.
• Necessaire de remédios básicos para enjoos, dores de cabeça, febre, gripe, cólica, má digestão.
• Papel higiênico (acredite, isso é muito importante)
• Camera fotográfica + lentes + tripé
DICAS E OBSERVAÇÕES
Na volta, vi que poucas das peças de roupas que levei não foram usadas então acho que essa é a quantidade máxima pra fazer uma viagem sem precisar ficar repetindo muita roupa e sem precisar ficar indo sempre na lavanderia. 
Aqui vale uma outra observação, não comprei nada de roupa na viagem. Mesmo que eu quisesse, não teria espaço. rs Então observe isso caso pense em fazer compras. 
Outra coisa interessante é que conseguimos embarcar em todos os voos com as mochilas como bagagem de mão. Não sei se foi sorte mas por mim, nunca mais despacho mala! Isso é ótimo!

Abaixo algumas fotos (do celular) da viagem.
ESCLARECIMENTO IMPORTANTE: Eu ainda não consegui nem terminar de ver todas as fotos que fiz com a câmera fotográfica  e não consegui uma forma de enviar as fotos do meu celular pro meu computador sem perder qualidade, então peço desculpas pelas fotos com qualidade ruim aqui nesse post. 
Prometo que as próximas serão beeeem melhores! rsrs Mas a maioria dessas fotos estão no meu instagram pessoal então segue lá (@millyssis) pra ver fotos melhores que vou postar fotos dessa viagem até 2022!! rsrs 


Nossas mochilas para os 25 dias 

Hora de viajar 

Chacaltaya - La Paz

Isla del Sol / Ilha do Sol

Copacabana - Bolivia

Hora de ir da Bolívia pro Peru

Salineras de Mara

Machu Picchu

Topo da WaynaPicchu

Deserto de Usaka - Nasca

Tour de 3 dias - Salar do Uyuni

Pedra do Coiote - San Pedro de Atacama

Rota Los Caracoles do Chile para Argentina

Reserva Nacional - Paracas - Peru



Caso tenha alguma pergunta, ou precise se algum esclarecimento que eu possa ajudar, não pense 2 vezes e pergunta a vontade aqui nos comentários!

Bêjos e até o próximo post sobre nosso primeiro dia de viagem! 





14 outubro 2016

Sobre o valor aos pequenos gestos de amor....

Hoje o post é diferente mas super válido para o universo feminino. Reflexão!

Passamos diariamente gastando minutos e horas preciosas dos nossos dias desvalorizando pequenos gestos de amor que recebemos de quem nos ama e só Deus sabe em que isso pode resultar.... Porque definitivamente a humanidade não sabe viver um amor incondicional. Por maior que seja, aquele amor ardente uma hora capenga, se chateia, se machuca, se quebra e se vai...

Sabe aquela pessoa que lhe ofereceu ajuda com as sacolas pesadas um dia na rua?
Lembra daquele café da manhã que você recebeu na cama?
Ou simplesmente aquele dia em que alguém fez questão da sua presença ou de querer saber como estava seu dia, de como ele foi?
Lembra daquela vez que você passou o dia todo deitado no sofá e alguém passou o dia fazendo aquele prato que você adora?
Lembra aquela vez que você tava super concentrada(o) e cansado trabalhando ou estudando e alguém chegou do seu lado, te deu um beijo no pescoço, te abraçou e disse: te amo?
Lembra das vezes que você chegou cansado(a) em casa e achou suas roupas todas arrumadinhas e sua janta pronta, quentinha na mesa?
Lembra daquela pessoa que sempre se preocupou em te oferecer o melhor dela e isso não inclui nada que envolve dinheiro?
Lembra daquela vez que por mais desconfortável que fosse aquela pessoa ficou do seu ladinho só pra sentir o prazer de tá do seu lado?
Lembra daquela vez que seu esposo ou namorado te ajudou com algo do seu trabalho ou da escola, mesmo sem receber nenhum dinheiro em troca mas por saber que isso iria te ajudar?
Lembra daquela vez que sua esposa, mesmo sem gostar assistiu uma ou duas partidas de futebol e deixou de lado as coisas dela só pelo prazer de estar ao seu lado?

Isso é a mais singela forma de amar e de empatia que alguém pode expressar por outra e eu poderia listar inúmeras e inúmeras dessas.

Muita gente, e eu claramente me incluo nisso, acha que amar é ganhar o carro do ano ou aquela bolsa caríssima ou uma passagem aérea pra uma viagem pela Europa...
Mas acredite, isso tudo passa pelos seus dias e vira passado.
O sentimento singelo do amor é o mais valioso e puro que pode existir e quando falo de valor não falo de dinheiro, eu falo de IMPORTÂNCIA.

Você pode facilmente perder o carro valioso que você acha ser a maior prova de amor que recebeu.
Você pode ficar pra sempre com uma caixa cheia dos souvenirs de todas as suas viagens que para você eram a grande prova de amor que recebeu de alguém.

Mas o dia que você perder os pequenos e valiosos gestos de amor que alguém que você ama lhe ofereceu por várias e várias vezes e você desvalorizou, todos esses presentes caros que você recebeu deixam de fazer sentido e talvez seja tarde pra recuperar os pequenos gestos que você recebia e a única coisa que vai te restar vai ser o vazio de desejar os pequenos gestos, olhares e palavras de amor que foram desvalorizados por tanto tempo.

Um dia eu ouvi de alguém a seguinte frase: "Dê importância, ao que realmente tem importância".

As vezes isso pode não fazer sentido porque pra você hoje importante é uma coisa mas amanhã você descobre que essa coisa não era tão importante assim.

Meu objetivo hoje é só lembrar que o que tem importância mesmo, é tudo aquilo que dinheiro não compra.
Valorize pessoas, gestos e não coisas e objetos.
Valorize momentos com pessoas e não momentos com coisas.

Um dia só isso vai fazer sentido.







Beijos e até o próximo post!

22 agosto 2016

Minha experiência no Aragon e no Paris 6

Olha eu aqui dinovo! Eu demoro mas volto! rs
Meu aniversário tá chegando (uhul) e anteontem começaram as comemorações por aqui, pra aproveitar também que uma mega amiga veio lá do Mato Grosso aqui em SP pra comemorar comigo!
Sábado a noite conhecemos o Restaurante Aragon que fica nos Jardins, e que tem um ambiente descontraído, elegante e é super bem frequentado (não a toa vimos a linda Helen Ganzarolli por lá) e com uma culinária ibérica especialmente ótima para os amantes de frutos do mar, o que não é meu caso, rsrs.  
Pra começar, tivemos sorte e azar ao mesmo tempo porque estava chovendo, na verdade choveu o final de semana inteiro (essa é a parte do azar) então isso deu uma espantada nas pessoas que planejavam sair de casa, por causa disso, entramos no restaurante sem nem saber o que é uma fila de espera. Pra quem mora em SP sabe que isso é raro (essa é a parte da sorte). Estávamos em quatro pessoas e tinha uma mesinha especial esperando por nós. 
A casa tem uma carta de vinhos bem abastecida e os garçons são atenciosos nas indicações. Começamos a noite com vinho tinto indicado pelo garçon e com 2 jarras de clericot que diga-se de passagem é super saboroso. Nos pratos principais, fomos de penne e filé. Ambos pratos saborosos e bem servidos. Saímos de lá com uma boa impressão do Aragon e empolgados para a pedida do dia seguinte. O tão badalado e concorrido, Paris 6.
No sábado a tarde eu entrei em contato via telefone com o Paris 6 (já preocupada com a fila que enfrentaríamos e tentei fazer uma reserva) a atendente informou que para reservas, você precisa ligar com pelo menos 15 dias de antecedência. Que isso! rsrs
No domingo saímos cedo para o Paris, por volta das 14hs, já imaginando que poderíamos pegar a janta por lá. Para nossa supresa, mais uma vez entramos sem nem saber o que é uma fila de espera. rs Nem hostess tinha! rs A casa, era nossa! rs
Chegamos e já fomos escolhendo os pratos principais, são MUITAS opções. Se é a sua primeira vez, provavelmente você vai gastar alguns minutos nisso então a MINHA DICA É: se está com bastante fome, já peça uma entrada e a bebida enquanto escolhe o prato principal. No geral, demora uns 30 minutos para o prato principal chegar (acho que esse é um dos motivos do excesso de filas de espera). Pedimos entrada, prato principal, bebida e sobremesa.
Uma das coisas que mais devem interessar quem for ler este post é. Quanto custa almoçar ou jantar no Paris 6? E claro que não podia deixar de comentar sobre isso.
Tudo vai depender de quanto pretende comer, rsrs. Se você for só comer a um prato principal ou só uma sobremesa ou quem sabe só uma entrada...Isso vai fazer o valor médio gasto variar bastante MAS se sua intenção é pedir entrada, prato principal, sobremesa e uma bebida, prepare-se para desembolsar em média R$160 por pessoa. Isso pode variar dependendo dos pratos que escolher claro mas arrisco dizer que esse é o gasto médio por pessoa.
Se vale a pena? Para alguns sim, para outros não. Eu particularmente gostei bastante de algumas coisas e não gostei nada de outras mas vale a pena sim a visita num dia e horário tranquilos.

Abaixo algumas fotos do finds.

Selfie com a friend pra toda vida. 

Aragon 




Entrada SUPER saborosa! Nota 10! 

Prato Principal bom mas podia ser MUITO melhor. Não pediria novamente.

Errei feio em não pedir o Grand Gateaux mas fui de cheesecake! rs 

A aniversariante e seu maridin #amo



Bom é isso! Espero ajudar quem estiver pensando em ir no Paris 6 para uma data especial. Afinal, esse não é um lugar que dá pra ir todo final de semana. rsrs mas digo isso por mim. rs

Bjos bjos e até o próximo post!


16 agosto 2015

Viagem a Santiago do Chile - O Chile de verdade - Parte 4

Vamos para o meu quarto dia de viagem a Santiago do Chile? Adiantei esse post a pedidos de quem está esperando ele pra garantir mais dicas na viagem pra lá e fiz um videozinho pra você assistir antes de ler....




Se eu tivesse que escolher apenas um dia como favorito dessa viagem, não desmerecendo os outros, o escolhido seria esse. Esse dia pra mim foi inesquecível e emocionante. Quase indescritível, mas vou tentar descrever tudo que eu puder aqui nesse post. rs

Decidi incluir Cajón del Maipo/Embalse El Yeso no roteiro num dia que estava montando o nosso itinerário e vi uma foto desse lugar. Achei lindo e comecei a fazer uma busca incessante sobre que lugar era, se era possível conhecer, se ficava perto de Santiago, se o acesso era tranquilo, o que as pessoas falavam etc.

Antes de tudo, vou escrever rapidamente o que é Embalse El Yeso. Esse lugar é um lago, que está a 2.500 metros de altitude. Nesse lago há uma represa que basicamente é a principal fonte de abastecimento de água potável de Santiago e redondezas e que fica no município de San José De Maipo sendo ainda parte da região metropolitana de Santiago. Essa represa está rodeada por cordilheiras e segundo o wikipedia esse reservatório está localizado na Cordilheira dos Andes. Foi de lá de tirei parte dessa breve e simples explicação ta?

Muitas das coisas que li em sites e blogs me fizeram querer mais ainda conhecer esse lugar mas também encontrei gente que descreve a visita como perigosa, arriscada e inadequada para ir sem um guia. Fui pela minha intuição e depois de muito buscar alguma empresa/agência em Santiago que fizesse esse passeio a um preço justo, decidi que iríamos sim e por conta própria. Na minha opinião todas as agências que ofereciam esse passeio e me enviaram orçamentos, cobravam um valor que eu não poderia pagar (algo em torno dos 90 dólares por pessoa). Achei realmente o preço muito alto. E olha que o dólar nem tava o absurdo que tá hoje (R$3,50).
Então fui pesquisar a possibilidade de fazer o passeio sem agências e achei na internet depoimentos de pessoas que já tinham ido por conta própria e falando que apesar de ser um passeio que precise de mais habilidade, cuidado e atenção dava sim pra encarar o volante. Tem até gente que vai de ônibus e faz camping lá perto! Pena que não sou tão aventureira assim. rs
O fato é que comparei o preço do aluguel de um carro 4x4 (1 diária com GPS) com o valor que as agências que fazem o passeio cobravam e definitivamente não pensei 2 vezes. Alugamos o carro por 61.600,00 pesos chilenos e economizamos uns 50 dólares.
Reservamos o carro 4x4 porque nos depoimentos que li de quem já tinha ido de carro, alguns disseram que um carro sem tração era ruim para a estrada de pedras e que um 4x4 daria conta. Na dúvida optamos pelo mais adequado para a estrada.

Alugamos nosso carro na UNITED RENT A CAR e não tenho nada a reclamar, achei tranquilo fazer a reserva pelo site e lá na locadora eles se esforçaram para nos atender em "portunhol" achei isso tão bonitinho, rsrs (sou besta mesmo). Por sinal, achei bem melhor alugar lá porque conseguimos ir do nosso hotel até o endereço da locadora andandoooo! Achei isso muito bom porque economizamos um dinheirin nisso também. Se o aluguel fosse por alguma outra locadora das que eu vi como opção, teríamos que ir para o aeroporto e isso nos custaria uns dólares ou pesos chilenos a mais fora o tempo que gastaríamos. Pra mim, a ideia de economizar sempre que possível é sempre boa.

Bom mas vamos a viagem do dia. Saindo da locadora com destino a San José de Maipo/Cajón Del Maipo é uma viagem de uns 90km com duração de umas 2 horas e meia. Aí você fica pensando: "nossa 90km em 2 horas e meia? Acho que ela digitou errado"! Digitei errado não, rsrs, é isso mesmo. Você vai tá a uns 25km de Embalse El Yeso mas ainda vai faltar uma hora pra chegar! Mas como assim Emilly? Sim, esses 25km são percorridos em estrada de pedra e terra. Se prepare para fechar os vidros do carro pra não entrar poeira fina (nada bom para os alérgicos) ou dirigir a uma velocidade de 10km por hora pra poeira não subir e você poder ficar com os vidros abertos. Essa foi a minha experiência. Mas se no dia que você for estiver chovendo talvez esteja lama e se estiver nevando coloque correntes. Isso é o que imagino porque nunca dirigimos na neve, rsrs e quando fomos estava frio mas um sol lindo. Inclusive, se estivesse nevando ou chovendo talvez não teríamos feito esse passeio. E pelo que li esse passeio é possível apenas entre os meses entre Novembro e Maio devido as condições climáticas.
O fato é que é aí nessa estradinha de pedra que você "perde" tempo. Esse "perde" é com aspas porque a partir do momento que você chega na estrada de pedra a vista começa a ficar bonita, o tempo passa e você nem percebe e quanto mais você for dirigindo mais belezas vão surgindo e você vai ficando impressionado (pelo menos eu e o marido ficamos) com aquilo que você tá vendo ao seu redor. Gente, eu vou colocar umas fotos aqui no final do post mas eu realmente não consigo explicar o quanto me impressionei e o quanto é indescritível o que eu vi e que to aqui tentando explicar e mostrar. MEU, eu C-H-O-R-E-I! rsrsrs. Chorei por não acreditar que eu tava vendo aquilo. Por não acreditar que existem lugares tão lindos. Aquele lugar me fez sentir uma paz. É muito louco o sentimento que tive enquanto olhava para aquele lugar.

Chegando na estrada de terra e pedra fique muito atento porque aquela área é uma área de trabalho da represa então há movimento de caminhões na estrada e vale lembrar, é de faixa única isso significa que só passa 1 carro ou caminhão por vez então, se o caminhão tá vindo veja se consegue achar um espacinho que você possa encostar o veículo enquanto o caminhão passa ou então veja se ele faz isso e deixa você passar.
Vai chegar uma parte que você vai conseguir descer com o carro da estrada para uma parte bem próxima ao lago. É quase um estacionamento para os turistas. rs

Chegando lá escolha um cantinho nas pedras e esqueça do resto. É hora de admirar a paisagem e aproveitar todos os minutos. Filme, tire fotos e simplesmente admire.
Quando for embora, volte pelo mesmo caminho, seguindo as mesmas regras de atenção e cuidado. Ficamos por lá até umas 4 da tarde pois queríamos sair da estrada antes de escurecer. Se você fizer este passeio, recomendo o mesmo.

Bom, o passeio a Embalse El Yeso se resume basicamente a isso. Abaixo vou listar algumas coisas importantes e algumas informações a mais sobre esse passeio.


PONTOS IMPORTANTES E INFORMAÇÕES ADICIONAIS

1. Se for por conta própria recomendo que vá acompanhado para caso de imprevistos.
2. Leve na mochila lanche e água para comer e beber enquanto estiver por lá. É melhor ter comida e sobrar do que não ter e não poder comprar.
3. Na cidade mais próxima, a mais ou menos uma hora de distância da represa, existem restaurantes com comidas regionais. Não comi e nem parei em nenhum deles mas vi várias opções.
4. Antes de chegar na estrada de terra, existe um trecho ainda na parte asfaltada que é de faixa única e que você precisa ficar atento para seguir sem que tenham outros carros, confesso que achei essa parte tensa. Não tem espaço para encostar para o outro passar. Passa apenas um carro. Tem que parar antes, ainda na parte de faixa dupla.
5. Leve câmera fotográfica com bateria recarregada, GPS atualizado, tripé, pau de selfie (rsrs), óculos de sol, protetor solar e um saquinho para o jogar o seu lixo.
6. Se você alugar um carro, não acho que seja imprescindível ser um com tração nas 4 rodas. Um comum deve dar conta do recado e ainda sai mais em conta.
7. Vá de tênis e calçado confortável. Sapatilha e bota de salto nas pedras não dá muito certo.
8. Na estrada existem várias opções de hospedagem para pic nic, camping e pousadas que tem outras opções de passeios pela região. Pesquise antes se tiver interesse de passar mais tempo por lá.
9. Ao dirigir com o carro alugado pela estrada de pedras, fique distante de outros veículos e dirija com baixa velocidade. Além dos animais que surjem na estrada tem a poeira que sobe em dias mais secos. E fique atento porque as pedras podem bater e trincar o parabrisa e isso pode sair mais caro que o planejado.
10. Visitamos Embalse El Yeso no dia 02/06/15 e apesar do sol forte e de ainda ser outono estava MUITO frio. Se agasalhe bem. Nessas horas, é melhor sobrar roupa do que faltar.


Abaixo algumas fotos ainda na estrada e outras já em Embalse El Yeso.












Se for fazer este passeio espero que as minhas experiências ajudem você que está aqui no blog lendo.
Se tiver alguma dúvida pode perguntar aqui nos comentários tá?


Um abraço e até o próximo post!






14 agosto 2015

Resenha/Review - Batom em Gel da AVON

Agora no começo do mês a AVON lançou uma linha de 10 batons em gel (BATOM EM GEL ULTRA COLOR REVOLUTION) que prometem ser bem hidratantes e fazer você sentir a revolução do gel no lábios. Tem até propaganda deles na TV. rs Já viram? Já vi várias vezes no canal GNT.

Bom, como eu tive a oportunidade, comprei 1 cor pra testar e saber se ele de fato é hidratante e pra falar pra vocês se compensa adquirir o produto.

Paguei R$19,90 na unidade e escolhi a cor Lilás Orquídea pra testar, mas como falei, são 10 cores.

Fiz um levantamento do que o produto promete e do que ele cumpre.

Imagem retirada do site da AVON
De todas as características que a AVON promete acima eu de cara já confirmo todas, com exceção da hidratação porque isso só com o tempo mesmo. Mas de fato é confortável, tem textura leve, desliza nos lábios e são 10 cores que estão em alta então dificilmente você não vá gostar de nenhuma.

Como disse, a cor que eu escolhi foi a Lilás Orquídea e mesmo a cor, depois que passei nos lábios não sendo a que eu esperava, eu gostei dele.

Gostei da embalagem.

Nessa imagem dá pra ver que ele tem um pouquinho (super discreto) de brilho.

Brilho super discreto. 

Bom, mas como nada é perfeito, não posso deixar de fazer algumas observações mas quero informar que particularmente essas observações não são defeitos.

1º - A fixação e durabilidade dele não são pontos fortes. Sem dúvida será um batom que você vai precisar retocar com bastante frequência porque ele meio que vai misteriosamente sumindo dos lábios. rs

2º A cobertura dele é leve, deixa uma corzinha discreta, então se você quer que a cor dele fique mais forte evidente precisa passar umas 4 a 5 camadas de batom pra esse resultado ser mais intenso.

Nessa foto abaixo dá pra perceber isso.



Ainda assim, eu gostei muito desse batom. Ele é confortável, cremoso e tem um preço bom.

Então, APROVADO! Um ótimo batom para o dia a dia!

Nas fotos abaixo eu passei 2 camadas, nem parece que é o mesmo batom de tão discreto que é. Mas eu gostei muito dele.




OBS: Esse não é um post publicitário. É opinião pessoal mesmo tá? rs.


Um abraço e até o próximo post!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...